sábado, 9 de maio de 2009

Dança-teatro no mapa!

Com categorizar a dança-teatro? E qual a preparação de um intérprete para esse tipo de linguagem? A dança-teatro caracteriza-se como uma manifestação artística contemporânea que se destaca por ser multi/interdisciplinar já que funde duas (ou mais) linguagens e traça seu percurso nas artes aqui e agora, embaçando fronteiras ao ecoar a polifonia típica do contemporâneo cheia de contaminações e apontar para as relações rizomáticas e para os processos de apropriação corporal dos intérpretes.

A dança-teatro sempre foi para mim um terreno de possibilidades. Juntando minhas formações em dança e teatro, também sempre foi o caminho mais óbvio, no qual poderia expressar meu entendimento de mundo. No entanto, ao desenvolver em minha dissertação de especialização em Dança e Consciência Corporal o tema: Dança-teatro: estímulos transdisciplinares para o intérprete-compositor concluída em 2008, constatei a falta de bibliografia sobre o assunto, sobre a categorização do gênero e identificação de recursos disponíveis para pesquisa que ilustrem o percurso da dança-teatro no Brasil. Verifiquei ainda que o material redigido sobre essa linguagem, se é que a podemos considerar assim, se resume, especialmente, nos estudos sobre Pina Bausch, principal coreógrafa de dança-teatro do cenário mundial. E como toda ação nasce da necessidade, surgiu então o projeto Dança-teatro no mapa, um site de cadastramento, com lançamento previsto para julho, de espetáculos, artistas e pesquisadores dessa expressão artística.

Porém, ao voltar do l Seminário e Mostra de Dança-teatro, realizado em abril de 2009, na Universidade de Viçosa, MG, promovido pela Profª. Drª. Solange Caldeira, pioneira na pesquisa e mapeamento da Dança-teatro no Brasil, as questões que há tempos me mobilizam não podiam esperar pelo tempo demandado na feitura de um site, e decidi abrir este espaço do Blog para dar vazão à quantidade de inquietações que atualmente me incitam a escrever e pesquisar cada vez mais sobre essa forma artística.
Lá, encontrei vários profissionais da educação, teatro e dança com grande vontade de debater os conceitos, as formas e apresentações nas quais a dança-teatro vem se configurando.

No entanto, ninguém sabe ao certo o que vem a ser a dança-teatro...Entramos aqui no campo semântico e epistemológico, da linguagem e sua arbitrariedade, pois ao nomearmos as coisas, criamos conceitos que se tornam muitas vezes insuficientes para dar conta do que pretendem abarcar.
Sabe-se, porém, que houve um considerável aumento de graduações e pós-graduações em Dança no Brasil[1] e muitas já possuem a dança-teatro na grade curriular. Recentemente, a UFPel Pelotas, no Rio Grande do Sul, lançou a primeira graduação em Dança-teatro do Brasil. Diante dessa realidade, percebo a importância da criação de um espaço que reúna as informações sobre esta manifestação artística contemporânea.
Inauguro aqui, então, um espaço de inquietações, perguntas e pesquisa sobre a Dança-teatro contemporânea, fechando este texto de apresentação com a seguinte pergunta: O que se configura como dança-teatro?

[1] “O Brasil conta hoje com 18 cursos de graduação - entre licenciaturas e bacharelados -, além de mestrados e doutorados. A região sudeste concentra o maior número deles: são cinco em São Paulo e quatro no Rio de Janeiro.” (excerto do artigo Mercado Acadêmico de Dança em alta, de Isabella Motta · 26/06/2008 – www.idancanet.com.br)

2 comentários:

Clarissa Cor disse...

Lê! Bem-vinda ao mundo virtual dos blogueiros. Muito sucesso e descobertas em sua jornada! Parabéns pelo belíssimo trabalho!

Clarissa

diogo disse...

Olá. que interessante pensar isso. realmente é uam necessidade sabermos mas sobre essa linguagem. Sou diretor de um grupo que traballha nessa perspectiva e fiz meu trabalho de conclusão de curso (graduação) falando sobre dança-teatro tentando justamente desvenda alguns tabus e desmistificar a figura da Pina Bausch como único referencial. Espero que este espaço seja frutifero para boas discuções. parabéns.